Rejeitado por Stanley Kubrick, tema criado para '2001' é disponibilizado online após 50 anos.

Composição assinada pelo então publicitário Mike Kaplan é disponibilizada mais de 50 anos após o longa chegar aos cinemas


Poster de 2001: Uma Odisseia no Espaço (Autor desconhecido)


Clássico do cinema que seja, 2001: Uma Odisseia no Espaço, dirigido por Stanley Kubrick, foi um projeto criativo como qualquer outro: coisas acabaram ficando para trás. Uma delas é a faixa 2001: A Garden of Personal Mirrors, uma das músicas rejeitadas pelo diretor e que nunca chegou a integrar a trilha sonora do longa. Desde janeiro, no entanto - e 52 anos após o lançamento do clássico cinematográfico -, a label britânica Wave Theory Records disponibiliza a canção para quem quiser ouvir.


A música conta com o vocal da cantora folk Naomi Gardner e tem Mike Kaplan, veterano da indústria cinematográfica, no piano. A sonoridade inclusive se aproxima da mescla de sonoridades clássicas e (à época) populares da trilha sonora que chegou de fato às telonas. Você pode ouví-la abaixo:




Mike Kaplan trabalhava como publicitário sob Stanley Kubrick nos anos 60, e em uma reunião entre o diretor e os estúdios MGM, foi convidado a se aventurar na composição. No encontro, Kubrick havia torico o nariz para uma faixa criada como forma de promover 2001. "Ouvi falar que você escreve música. Por que não tenta algo?", teria dito ao então amigo, segundo relatos de Kaplan ao jornal The Observer.

Mike aproveitou seu tempo livre para trabalhar no arranjo e na letra do que se tornaria A Garden of Personal Mirrors, além de gravar o piano da faixa. O publicitário teve ajuda de profissionais para a mixagem e de Naomi Gardner para assumir os vocais.


Stanley Kubrick em set de 2001: Uma Odisseia no Espaço (Foto: Getty Images)


“A intenção era capturar as diferentes reações que o filme havia acordado do público e da mídia, os diversos níveis de interpretação e apreciação, dos visuais hipnóticos às projeções metafísicas. Também queríamos atiçar a curiosidade entre os fãs do cinema que ainda estavam para ver o que se tornaria um fenômeno cultural", explica Kaplan ao The Guardian.

Kubrick teria adorado o título da canção, mas nada mais. Ambos não voltariam a falar novamente sobre a música. 52 anos depois, agora dá para tirar a teima: seria ou não um bom acompanhamento para o filme?



fonte: https://gq.globo.com/Cultura/Musica/noticia/2021/02/rejeitado-por-stanley-kubrick-tema-criado-para-2001-e-lancado-oficialmente.html


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square